Aplicações PPR Proteção Respiratória

Jateamento com ar respirável

29 ago 14 Por Claudinei Machado 0 comentários
Jateamento com ar mandado

Jateamento com ar respirável 

 Jateamento abrasivo ou decapagem com jato abrasivo ou ainda simplesmente jateamento é uma operação de tratamento de superfícies que consiste em propulsionar um fluxo de material abrasivo contra uma superfície em alta velocidade, de maneira a erodir uma superfície, tornar rugosa uma superfície lisa, dar formas a uma superfície, remover os contaminantes de uma superfície contaminantes ou ainda martelar uma superfície metálica. O meio propulsor mais usado é o ar comprimido. Pode ainda ser utilizado água (hidrojateamento) – geralmente em manutenção e tratamento de superfícies de navios plataformas e plantas de óleo e gás e, ainda existe o jateamento abrasivo subaquático, também utilizado em navios FPSO e dutos offshore.

Como método de preparação de superfícies, o jateamento começou a ser usado a partir dos anos 30, tendo apenas se tornado como método padrão a partir da segunda guerra mundial, quando a marinha americana concluiu que a pintura de um navio possuía uma durabilidade muito maior se a superfície fosse jateada.

Nos trabalhos com jato de granalha de aço são necessários equipamentos de proteção respiratória adequados como o capacete com linha de ar mandado para garantir que os aerodispersóides não cheguem as vias respiratórias do trabalhador. A norma que trata da

EPR com ar mandado – Jateamento

proteção respiratória para essa atividade é a ABNT NBR 14750 – Respirador de linha de ar comprimido com capuz, para uso em operações de jateamento – Especificação. Em alguns trabalhos de hidrojateamento também pode ser necessário o uso de ar mandado para garantir que o ar chegue as vias respiratórias do trabalhador conforme os padrões de ar respirável exigem. E quando os trabalhos são realizados abaixo na superfície do mar por mais de uma ou duas horas os mergulhadores algumas vezes utilizam suprimento de ar respirável na superfície.

As empresas devem oferecer EPIs adequados aos trabalhos de jateamento, informar e garantir que todos os envolvidos com os trabalhos conheçam os riscos ocupacionais. Os trabalhadores envolvidos diretamente com o jateamento devem passar por treinamento e capacitação para executarem os trabalhos. Nos EUA, a Hazard Communication Standard (29 CFR 1910.1200) da OSHA é quem determina os padrões e procedimentos para execução desses trabalhos. 

Monitoramento Contínuo de CO obrigatório

Segundo o novo PPR da Fundacentro, para as operações de jateamento, os respiradores para operação de jateamento (5.3), para operações de jateamento, devem-se selecionar respiradores especificamente aprovados para este fim devido à resistência à abrasão. O jateamento em espaços confinados pode gerar níveis de contaminação que ultrapassam a capacidade de qualquer respirador, exigindo a adoção de outras 43 medidas de controle de modo a diminuir o FPMR abaixo do FPA para aquele respirador. Deve-se estar atento à obrigatoriedade do uso de ar comprimido de qualidade respirável com monitoramento contínuo de monóxido de carbono (ver item 11).

Monitor de CO
MONITOR DE CO