Proteção Respiratória

Filtros de ar respirável

19 set 13 Por Claudinei Machado 0 comentários

Filtros de ar respirável

     

 Trabalhos em espaço confinado, atmosferas IPVS e ambientes altamente contaminados com articulados são algumas atividades que podem precisar de proteção respiratória com uso de respiradores de linha de ar comprimido. Esses respiradores precisam de um sistema de ar respirável e, uma das etapas mais importantes desses sistemas são os filtros de ar respirável. Algumas vezes esses sistemas são tão bem dimensionados e implantados que se comparam as centrais de ar medicinal, porém outras vezes não. Por isso o propósito desse artigo é esclarecer as diferenças entre um filtro de ar comprimido de processo fabril e um filtros dedicado a sistemas de ar respirável.

       Os filtros de ar respirável fazem parte de uma das etapas mais importantes dos sistemas de ar respirável junto com os secadores e os conversores catalíticos, porém nem sempre é dada a devida atenção a eles. Alguns profissionais envolvidos com a proteção respiratória acreditam que esses filtros sejam filtros comuns de ar comprimido de processo, ou que utilizando filtros para remoção de particulados e névoa de óleo – para aplicações industriais – o sistema ficará adequado à respiração humana. O problema é que, entre dizer que um filtro retém, por exemplo, até 5mg/m3 de névoa de óleo de um processo e atestar que tal filtro garante que um trabalhador não ficará exposto a riscos ocupacionais decorrentes da exposição à névoa de óleo existem uma enorme diferença. Cada filtro tem um objetivo definido.  Um fabricante de filtro de ar comprimido industrial não atestará ou garantirá que o seu filtro é para ar respirável. Ele pode até dizer, mas jamais vai atestar em papel timbrado e assinado, tal insanidade.

  • ·         Um sistema de ar respirável precisa obedecer às legislações e padrões internacionais de limites de exposição a particulados, vapores e gases que possam chegar ao sistema de ar comprimido.  Já os sistemas de ar comprimido industrial precisam apenas seguir os padrões de fabricação e construção interna conforme as ISO 8573.1 & ISO12500. Essas normas prevêem apenas a retenção de particulados, névoa de óleo e água para aplicações da indústria e não ar respirável conforme pode ser visto no artigo Air Quality Standards ISO 8573.1 & ISO12500. Poucas empresas, mesmo as especialistas em filtros ar respirável, obedecem a ISO 12500 completamente. 
  • ·         O meio filtrante também precisa garantir que não haverá proliferação de microorganismos no interior das malhas.  No caso nos filtros convencionais para aplicações industriais, o meio filtrante não é capaz de evitar essa proliferação, e nem precisaria porque não se propõe a isso. Vale  lembrar também que, um sistema de ar de respiração que não é capaz de evitar que condensados de água chegue ao sistema de filtros de ar respirável, põe em cheque a sua capacidade de

  • garantir ar respirável de qualidade aos seus usuários.
  • ·         Quando há uma possível contaminação no sistema de ar comprimido, os sistemas de ar respirável dedicados precisam garantir que aerodispersóides, vapores e gases prejudiciais à saúde não cheguem ao usuário. Filtros catalisadores de CO, filtros de retenção de hidrocarbonetos, gases ácidos, NOx e SOx são especialmente  projetados para tal finalidade e apenas algumas poucas empresas no mundo possuem essas tecnologias (basta fazer uma busca na internet para se certificar). Os filtros comuns não têm essas características.            Existem empresas sérias na fabricação e desenvolvimento de sistemas de ar respirável, mas também existem empresas que só querem “vender o próprio peixe”. Caso a sua aplicação exija ar respirável com garantia de qualidade e segurança, procure uma empresa especialista e exija documentos técnicos que comprovem a eficiências dos filtros de ar respirável para a sua necessidade. Pesquise, discuta e se decida só depois de ouvir mais de uma opinião sobre filtros de ar respirável. 



       O know how da fabricação dos filtros de ar respirável é diferente, a abordagem é diferente e normas e padrões são diferentes.  Veja algumas diferenças entre os filtros industriais de processo e os filtros de ar respirável:

Fontes: 

1. COMPRESSED AIR BEST PRACTICES. Air Quality Standards ISO 8573.1 & ISO12500

Disponível em: <http://www.airbestpractices.com/system-assessments/air-treatment/n2/air-quality-standards-iso-85731-iso12500>. 
Acessado em: 10/10/2013

2. CLEVELAND COMPRESSED AIR SERVICES. Breathing Air Purifiers. 
Disponível em: <http://clevelandcompressors.com.au/products-3/air-treatment/breathing-air-purifiers>
Acessado em: 10/10/2013

3. Environmental Health Laboratory Department of Environmental and Occupational Health Sciences School of Public Health University of Washington. Breathing Air Quality, Sampling and Testing.
Disponível em: <http://deohs.washington.edu/sites/default/files/images-envhlth/topic/BreathingAirQualitySamplingandTesting.pdf>
Acessado em: 10/10/2013

4. HEALTH AND SAFETY EXECUTIVE UK.  RR427 – Moisture levels in compressed breathing air. 
Disponível em: <http://www.hse.gov.uk/research/rrhtm/rr427.htm>. 
Acessado em: 10/10/2013


Claudinei Machado
CoFundador da Breathe Sistemas de ar respirável