Proteção Respiratória

CONSUMO DE AR RESPIRÁVEL – VOLUME/MINUTO

03 ago 11 Por Claudinei Machado 2 comentários
Consumo de ar pelos pulmões
Necessidade Humana de Ar     O ar necessário por um humano adulto depende de várias influências e pode ser indicada a título de exemplo apenas. A média de dados biológicos e físicos do ser humano em um estado de repouso forma uma base com os seguintes valores:A exigência de ar do ser humano em diferentes atividades, deduzida a partir do acima exposto, é resumida na tabela a seguir.

  Volume em Minuto em diversas atividades para adulto saudável 


Atividade                                   Volume minuto (l/min)
Deitado                                                     06
Em pé                                                       9,3
Andando a 3,2 km/h                                 16
Trabalho Leve                                          19,3
Andando a 6,5 km/h                                 27
Trabalho médio                                        29,2
Trabalho medianamente pesado             40
Andando de bicicleta a 21 km/h               45
Correndo a 13 km/h                                 50
Trabalho pesado                                      59,2
Correndo a 15 km/h                                 65
Subindo 100 degraus/min                        80
Trabalho máximo                                    132


O ar inalado por um humano adulto, na ausência de atividades contém, em média, 17% O2, 4% CO2 e 78% N2.
  • http://www.blogger.com/profile/04813621851372733269 Edi

    qual base científica vc chegou a esses dados referentes ao consumo de ar no indivíduo pelo tipo de atividade que ele desenvolve. Sgt Edson, Corpo de Bombeiros MG

  • http://www.blogger.com/profile/08810276746512491676 Claudinei Machado

    Olá Edson, Usei o livro Manual de Proteção Respiratória, dos Prof°s e Drs Torloni e Wladimir Vieira (http://www.protecaorespiratoria.com/2012/04/manual-de-protecao-respiratoria.html). Na verdade, no livro deles tem uma tabela com as devidas referências às fontes utilizadas nesse estudo.

    Se estiver precisando de informações para definição de reservas de emergência e cálculos relacionados, eu tenho um outro artigo que acredito tenha um pouco mais de informações sobre isso: http://www.protecaorespiratoria.com/2011/08/mascaras-de-fluxo-continuo-x-mascaras.html. No caso desse segundo link, além do livro citado acima eu utilizei algumas tabelas convenciadas por fabricantes de EPR, dos EUA e a minha singela experiência na área.

    Caso encontre algum equívoco, por favor me informe para que eu possa melhorar o artigo.

    Será uma honra.

    Fico a disposição. Claudinei