Proteção Respiratória Sistemas

Ar respirável Grau D

27 mar 11 Por Claudinei Machado 0 comentários
Depositphotos_52491409_original
Ar respirável 
Grau D 

A qualidade do ar comprimido utilizado nas máscaras autônomas e nos respiradores de linha de ar comprimido deve ser respirável, isto é, satisfazer, no mínimo, aos requisitos indicados na Norma Brasileira ABNT/NBR – 12543/1999 para ser considerado ar respirável grau D.

Sendo correspondente ao ar respirável grau D, da norma ANSI Z86.1-1989/ CGAG7.1.
 
Ar respirável Grau D – Características técnicas
     As especificações completas estão detalhadas na norma ANSI Compressed Gas Association Commodity Specification for Air, G-7.1-1989, que incluem: teor de oxigênio, teor de hidrocarboneto (condensado), limite de exposição ao monóxido de carbono (CO), dióxido de carbono e odor conforme a tabela da imagem abaixo.
Abaixo temos a tabela com as variáveis que devem ser controladas e os limites de tolerância segundo a ABNT/NBR – 12543/1999

 

QUALIDADE DO AR RESPIRÁVEL
(DE ACORDO COM A NORMA ABNT/NBR 12543/1999)
Componente
Unidade de Medição
Quantidade Máxima para o Ar Gasoso (em ppm) (vol/vol) (mol/mol) a menos que indicada de outro modo
Oxigênio
%
19,5 a 23,5
Água
 
Isento de Condensado
Ponto de Orvalho
°C
-45,6 °C (63 p.p.m) [1]
Óleo Condensado
mg/m3
5
Monóxido de Carbono
p.p.m
10
Odor
-
[2]
Dióxido de Carbono
p.p.m
1000

[1]  Ou deve estar 10°C abaixo da menor temperatura esperada.
[2] Pode haver leve odor, mas se muito pronunciado, não deve ser utilizado. Não existe procedimento para medir odor. Deve-ser cheirar o ar a baixa pressão e baixa vazão.





FONTES: